SETEMBRO AMARELO – Ampliação de atendimento na Rede Pública de Saúde colaborou para redução de casos de suicídio e automutilação em Três Lagoas

Please enter banners and links.

Neste mês, o Ministério da Saúde desenvolve em todo o País a Campanha “Setembro Amarelo”, conscientizando sobre a prevenção ao suicídio e violência autoprovocada.

Em Três Lagoas, a Rede de Atendimento Psicossocial (RAPS) está definindo a programação a ser trabalhada durante todo o mês, mas já observa os avanços do atendimento a pacientes com quadro de depressão, diante de redução destes casos.

Conforme gráfico apresentado pelo “DANT’s – Doenças e Agravos Não Transmissíveis”, de janeiro a junho de 2.020, houve 08 casos de suicídio, sendo 05 do sexo masculino e 03 do sexo feminino. No mesmo período de 2021, foram registrados 04 óbitos (03 masculinos e 01 feminino), uma queda de 50%.

No caso de violências autoprovocadas, foram atendidas 151 pessoas de janeiro a junho do ano passado. Já nos seis primeiros meses de 2021 a RAPS atendeu 77 casos, representando uma diferença de 51%.

Para a coordenadora da RAPS, Patrícia Alvarenga, esta redução é o reflexo dos investimentos da atual Gestão Municipal na ampliação de acesso ao atendimento psicossocial na Rede Pública.

“O paciente hoje tem acesso mais rápido e mais fácil ao tratamento, devido à ampliação destes atendimentos às unidades de saúde na Atenção Primária. Os postinhos de saúde contam com atendimento inicial com Terapeuta de Referência, sendo este um profissional de nível superior vinculado à RAPS, o qual, junto à equipe da Atenção Primária, direciona estes pacientes para o tratamento ideal. Além disso, nossa equipe recebeu novos profissionais para reforçar o atendimento às pessoas em sofrimento psíquico”, considerou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *