Proposta por Mato Grosso do Sul, vacinação por grupos de faixa etária é aprovada pela CIT

Please enter banners and links.

A Comissão Intergestores Tripartite (CIT) aprovou nesta quinta-feira (27.5) a proposta apresentada por Mato Grosso do Sul para realizar a vacinação de grupos por faixa etária de imunização contra a Covid-19.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, destaca que a vacinação por idade democratiza o acesso à vacinação por toda a população. “Vacinando por faixa etária garante o acesso de todos a imunização e ajuda a ampliar cada vez mais a imunização da população de Mato Grosso do Sul”, disse.

Com essa decisão, nesta sexta-feira (28.5) a Secretaria de Estado de Saúde vai publicar resolução autorizando os municípios de Mato Grosso do Sul a iniciar a vacinação por faixa etária começando pelo grupo de 55 anos a 60 anos.

Como os municípios ainda não completaram a vacinação de todos os 28 públicos prioritários, será reservado 30% das doses para a continuação da imunização desses grupos e 70% das doses serão destinadas para aplicação por faixa etária.

A proposta de vacinação por faixa etária havia sido apresentada pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul na reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) desta quarta-feira e faltava a aprovação na CIT para poder ser executada.

A Comissão Intergestores Tripartite (CIT) reúne representantes do Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).

Resultados de Excelência

Referência em diversas frentes de trabalho no enfrentamento à pandemia do Coronavírus. Mato Grosso do Sul tem se destacado no cenário nacional e figura em entre os primeiros estados que distribui e a aplica as vacinas contra a Covid-19.

Inovador, o Estado foi considerado pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), como o melhor Estado que tem o melhor índice de aproveitamento de doses utilizadas do país, o que coloca MS com melhor eficiência no enfrentamento à Covid-19.

Texto: Airton Raes | Via: https://www.saude.ms.gov.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *