Polícia Civil intercepta correspondência suspeita de conter maconha sintética. Droga conhecida como super maconha K4

Please enter banners and links.

Na última quinta-feria (02), no bairro Santa Luzia em Três Lagoas, a Polícia Civil interceptou uma quantidade de maconha sintética vinda de São Paulo por correspondência.

O Setor de Investigações Gerais (SIG) receberam informações de que uma mulher de 19 anos, conhecida como ‘Criminosa’ estaria recebendo drogas sintéticas, via correio. Conforme as denúncias, ela estaria agindo a mando de seu marido de 25 anos, conhecido como ‘Criminoso’, que está preso.

A droga conhecida como super maconha K4 é cerca de oitenta vezes mais potente de que a maconha natural.

A droga era camuflada em correspondências endereçadas à investigada, as quais eram retiradas pela mesma e depois, também de forma camuflada, era inserida no sistema prisional local.

Ao ser abordada, a investigada estava de posse de duas encomendas. Na primeira caixa a ser aberta continha produtos de higiene e um macacão infantil, além de folhas de caderno, em branco.

Já a segunda correspondência continha um envelope com folhas de caderno, todas em branco, além de um invólucro plástico, transparente e lacrado, que continha em seu interior um outro envelope vazio, dobrado, com indícios de que estava úmido, ou seja, apresentava manchas.

Todo o material foi apreendido e encaminhado à perícia técnica para constatação dos fatos.

Foi instaurado inquérito policial por tráfico e associação ao tráfico de entorpecentes e, ao final, encaminhado à Justiça para providências cabíveis.

(*) Informação: PCMS / Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *