Mato Grosso do Sul descarta possibilidade de sediar jogos da Copa América

Please enter banners and links.

Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), entidade máxima na administração do esporte a nível estadual, anunciou que descarta qualquer possibilidade de sediar jogos da Copa América, marcada para começar no dia 13 de junho.

O órgão ainda não foi procurado oficialmente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nem pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), representante estadual da modalidade.

No entanto, alegou antecipadamente que é totalmente contrária à realização de partidas válidas pela Conmebol Copa América de Futebol 2021.

A Fundação ressaltou que a realização do campeonato, que envolve seleções nacionais de destaque da América do Sul, geraria aglomeração de torcedores em torno de estádios, hoteis e em vias públicas, mesmo sem a presença de público.

“Compreende-se que a competição continental em nada beneficiará a população sul-mato-grossense, principalmente no atual cenário epidemiológico, de nível crítico, com a disseminação da Covid-19”. 

O Estado contabiliza 6.867 óbitos e 292.677 casos confirmados desde o início da pandemia, sendo 1.952 confirmações e 52 mortes nas últimas 24 horas.

São 1.331 pessoas internadas, sendo 762 em leitos clínicos (571 público; 191 privado) e 569 em leitos de UTI (437 público; 132 privado).

O Brasil foi a terceira opção dos organizadores para sediar os jogos, após Colômbia e Argentina desistirem de receber o evento. O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) confirmou nesta terça-feira (1º) que, por ele, o Brasil vai sediar o torneio.

“Se depender de mim e de todos os ministros, inclusive o da Saúde Marcelo Queiroga, está acertado, haverá. O protocolo é o mesmo da Libertadores, o mesmo do Sul-Americano, campeonatos internacionais de futebol, a mesma coisa”, declarou Bolsonaro no Palácio da Alvorada, em Brasília.

Na segunda-feira (31), o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramo relatou que ainda não estava decidido se o Brasil realmente iria sediar os jogos, mesmo que a própria Conmebol, entidade responsável pelo torneio de seleções, tenha feito a afirmação.

Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Minas Gerais, Bahia e Alagoas já se recusaram a sediar as partidas. Os estados do Rio de Janeiro, Amazonas e Distrito Federal ainda avalia a hipótese. Mato Grosso já se colocou a disposição para receber o evento.

(*) Correio do Estado / Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *